O traço mnêmico – notas Derrida 3

Três sentidos se condensam em superimpressão a partir do fundo de uma memória. Quais?

Memória viva ou espontânea (mneme ou anamsesis)

… eu apertava uma tecla para registrar, para “salvar” (save) um texto indene, de maneira dura e durável, para proteger as marcas do apagamento a fim de assim assegurar a salvação e indenidade, de estocar, de acumular e, o que é a um só tempo a mesma coisa e outra coisa, de tornar a frase disponível à impressão e à reimpressão, à reprodução?

Podemos pensar em arquivo sem fundamento, sem suporte, sem substância, sem subjetível?

Advertisements

Notas Derrida 2

A questão do arquivo não é, repetimos, uma questão do passado. Trata-se do futuro, a própria questão do futuro, a questão de uma resposta, de uma promessa e de uma responsabilidade para amanhã.

Uma messianidade espectral atravessa o conceito de arquivo e o liga, como a religião, como a história, como a própria ciência, a uma experiência muito singular da promessa.

Lance teatral dentro de outro lance teatral. Num instante que desloca a ordem linear dos tempos presentes, um segundo lance ilumina retroativamente o primeiro.

.. e para pensar o futuro, ousaria falar com o fantasma (…) sujeito espectral, destinatário ou interlocutor virtual de um tipo de carta aberta. – este tipo de post scriptum determina retrospectivamente o que o precede.

dissimetria e heteronomia estar-diretamente que não exclui desta vez o afastamento e o desligamento do ligamento, do suporte e do texto ao mesmo tempo.

uma indeterminação provisória… neste campo as coisas são mais turbulentas e abertas ao futuro do que nunca, mais do que em qualquer outro lugar e não sem relação com o estatuto futuro do arquivamento.

condições elementares da estabilidade semântica mínima e ate da gramática que permitiria falar daquilo que se fala.

obediência retrospectiva

o fantasma vê sem ser visto

a voz sobrevive ao momento da gravação

o “sim” enquanto condição de toda e qualquer promessa ou esperança, de toda e qualquer espera, de toda performatividade, de toda abertura ao porvir, seja qual for